Blogs
cadastre-se para receber nossos alertas por email





Close
Beyond the Transaction: Every Transaction Has a Story

Banana, melão e abacaxi – agora no cartão!

Por Luiz Gordinho, dono de barraca de frutas em feira livre de São Paulo, que agora aceita cartões

Luiz-Gordinho_Cashless-Pionner-BrazilQuando se pensa em comprar frutas, verduras e legumes fresquinhos, que vem direto da horta e que primam pela alta qualidade, logo vem a cabeça as feiras livres, que são muito populares no Brasil.

Faz parte da cultura do brasileiro, mesmo em um mundo cada vez mais digital, acordar cedo e ir às feiras livres, que nada mais são do que barracas espalhadas por uma rua da cidade, que vendem de tudo: há a especializada em legumes, verduras, carnes e peixes e claro, a de frutas.

Comecei a trabalhar em feiras livres há cerca de 30 anos. Comecei por um acaso, ajudando o meu tio e tomei gosto pela coisa. Hoje tenho minha própria barraca de frutas e emprego 8 pessoas, ou melhor, 8 famílias.

Apesar de a feira livre ser super tradicional no Brasil, eu sou uma pessoa que gosta de inovar e trazer sempre qualidade e conveniência ao meus fregueses. Não por isso que todos os dias levanto as 3 da manhã para comprar as mercadorias no mesmo dia em que são vendidas, e assim, garantir que eles estão comprando o que há de melhor quando se fala em frutas.

Mas eu queria mais! Percebi que muitos de meus clientes não levavam muito dinheiro para a feira e que se eu começasse a aceitar cartão, além de trazer mais segurança a eles, também seria uma forma de aumentar minhas vendas.

E não deu outra: desde que eu comecei a aceitar cartão no início deste ano, minhas vendas aumentaram em 50% e hoje as vendas com dinheiro de plástico já representam 50%. E além do mais, a aceitação do cartão em uma barraca de feira trouxe muito mais comodidade e segurança para os meus fregueses, que gostaram da iniciativa e já começam a pedir que outras barracas também aceitem.

Quando vier a São Paulo, convido você a vir até a minha barraca: além de poder pagar com cartão, poderá experimentar frutas típicas brasileiras e conhecer mais das feiras livres. Espero por vocês!