Blogs
cadastre-se para receber nossos alertas por email





Close
Beyond the Transaction: Every Transaction Has a Story
Compartilhar

Inclusão financeira e o desenvolvimento da sociedade contemporânea

A inclusão financeira é capaz de tirar a população da pobreza ao mesmo tempo em que promove o crescimento econômico mais inclusivo, sustentável e justo. Não se trata somente de pagar salários melhores ou receber salários em lugares carentes de infraestrutura bancária, mas garantir que você tenha oportunidades e acesso ao sistema financeiro de forma simples e segura, onde quer que você esteja no mundo.

A inclusão financeira é um desafio gigantesco. Sem ela, muitas pessoas são deixadas de lado. No mundo, dois bilhões de pessoas não têm acesso a uma conta bancária e essas pessoas não são apenas quem está à margem da sociedade, como os refugiados. Metade delas vive nas cidades. Metade tem um emprego. São mães, pais, estudantes e agricultores. São cerca de 40% dos jovens e quase 50% das mulheres.

O impacto na vida dessas pessoas e nas economias locais é imenso. Limitadas às transações com dinheiro físico, essas pessoas não conseguem participar da economia local nem global. Elas não contam com uma identidade financeira e é difícil receber dinheiro de parentes que moram em outros países ou benefícios sociais pagos pelo governo. Não conseguem fazer empréstimos e geralmente não têm acesso a mercados eficientes para comprar e vender suas mercadorias.

Imagine ter de ficar horas a fio em uma fila para pagar uma conta ou receber seu salário ou pagamento em dinheiro vivo. Imagine não poder enviar pequenas somas de dinheiro para sua família a taxas razoáveis. Imagine receber benefícios sociais do governo em dinheiro e esse dinheiro ser furtado no caminho de casa ou, pior ainda, por um parente que mora com você (esta é uma preocupação frequente para as mulheres).

Embora extremamente desafiadora, a questão da inclusão social tem, no fim das contas, uma solução. O único caminho viável e em escala para lidar com ela são as parcerias público-privadas. Dois bilhões de pessoas não terão acesso a serviços do governo, de telefonia, bancários ou a estabelecimentos comerciais, sem nos unirmos.

Há mais de 40 anos a MasterCard conecta empresas para promover a aceleração da inclusão social. Contamos com a ajuda dos avanços tecnológicos em nossa missão de empoderar os excluídos. Os governos turco, mexicano e sul-africano já pagam benefícios sociais com cartões pré-pagos. Programas de carteira de identidade que conectam os cidadãos a serviços financeiros estão sendo implementados na Nigéria e no Egito. Um laboratório de inovação está sendo construído no Quênia com vista de desenvolver novos produtos e serviços voltados às pessoas em condição de pobreza, com o apoio financeiro da Fundação Bill & Melinda Gates.

No mundo, a MasterCard emprega sua tecnologia para promover o acesso de mais pessoas ao sistema financeiro e ajudá-las a construir um futuro melhor e mais promissor. Conectamos quase 2 bilhões de portadores de cartão a 40 milhões de estabelecimentos comerciais por meio de mais de 25 mil bancos em 200 países. E fazemos isso usando nossa rede – a mais rápida e segura do mundo. Com ela, somos capazes de conectar um conjunto complexo de empresas que operam com regras e tecnologias diversas. Dessa forma, temos presença global, segurança e promovemos soluções úteis – o triângulo de sucesso da inclusão financeira.

Ann Cairns é Presidente de Mercados Internacionais da MasterCard