News Briefs
cadastre-se para receber nossos alertas por email





Close
Welcome to the Engagement Bureau
Compartilhar

Black Friday impulsiona as vendas de novembro, indica Mastercard SpendingPulse

  • Na sexta-feira, as promoções geraram uma expansão de 16,9% no comércio eletrônico e de 8,2% no varejo físico em relação ao ano passado;
    • A média dos últimos três meses registrou um crescimento de 2,1% em relação ao mesmo período de 2017

 

São Paulo, 19 de dezembro de 2018 – Novembro foi um mês forte para as vendas no varejo, impulsionadas principalmente pelas promoções da Black Friday. Segundo o Mastercard SpendingPulse™, que fornece informações sobre as tendências gerais de gastos de varejo para todos os tipos de pagamento, o volume total de vendas para o mês – excluindo vendas de carros e de materiais de construção – cresceu 4,5%. A média dos últimos três meses (setembro a novembro) registrou um crescimento de 2,1% e mantém uma tendência positiva de crescimento.
A Black Friday contribuiu significativamente para o crescimento das vendas do mês, que também foi ajudado pela taxa de desemprego em declínio e pela melhoria da renda. As promoções da Black Friday impulsionaram tanto o comércio eletrônico como as vendas nas lojas. O e-commerce cresceu 16,9% em relação ao mesmo período de 2017, enquanto as vendas no varejo tradicional cresceram 8,2%, o que impactou positivamente os resultados do mês.

 

“A Black Friday está mais aquecida do que nunca no Brasil e deu aos varejistas um grande presente este ano. Vimos um crescimento de dois dígitos no comércio eletrônico e um forte crescimento nas lojas na Black Friday”, afirma César Fukushima, diretor de análise avançada da Mastercard no Brasil.
Cinco setores apresentaram crescimento acima do indicador de vendas: vestuário, móveis e eletrodomésticos, produtos farmacêuticos e itens pessoais e para o lar, enquanto os setores de combustíveis e supermercados apresentaram desempenho abaixo da média.

 

Na comparação ano a ano, as vendas de comércio eletrônico aumentaram 13,3% em novembro, mais uma vez crescendo acima da média, enquanto os setores de eletrônicos, móveis e farmacêuticos tiveram bom desempenho online.
Desempenho nas regiões brasileiras: Em novembro, o Nordeste apresentou um crescimento de vendas no varejo mais elevado que as demais regiões (6,2%), provavelmente em função do aumento do crescimento salarial. As demais regiões também mostraram crescimento das vendas no varejo, mas em patamares mais baixos: Centro-Oeste (4,3%), Sul (3,5%), Norte (3,3%) e Sudeste (3,3%).